Asma Brônquica

ASMA BRÔNQUICA

CENÁRIO DA COVID-19

A pandemia causada pelo Coronavírus afetou a saúde individual das pessoas, bem como o sistema de saúde, a economia, o comércio, o sistema educacional e emocional das pessoas, causando prejuízos sociais, humanos e econômicos.

O impacto econômico chegou primeiro, seguido da paralização de estabelecimentos não essenciais e do isolamento social, que foi marcado pela busca de informações sobre o Coronavírus, as formas de prevenção e seus sintomas, entre os quais destacamos a dificuldade para respirar e a falta de ar. Além de buscas que evidenciam a preocupação com a crise econômica e por auxílio financeiro, modificando hábitos de compra e consumo.

covid19Essas mudanças derivaram de uma alteração de prioridades, principalmente o impacto na renda. A necessidade de abastecimento da casa durante o isolamento social refletiu-se no crescimento do setor de bens não duráveis, como supermercados, drogarias e farmácias, enquanto o setor de bens duráveis ​​e serviços foi intensamente afetado por esta nova realidade.

A paralização de estabelecimentos não essenciais e as medidas de prevenção de multidões culminaram na migração para o mundo digital, gerando oportunidades para outros setores, especialmente os relacionados com o e-commerce. A forma de trabalhar também foi alterada, sendo o home office a principal alternativa durante a pandemia.

 

CRESCIMENTO DO SETOR FARMACÊUTICO

 

O setor de bens não duráveis, que inclui farmácias e drogarias, cresceu 33% na terceira semana de março, seguido de desaceleração. O medo da falta de suprimentos e o instinto de sobrevivência levaram as pessoas a estocar remédios e produtos para a saúde como álcool gel, luvas e máscaras. Além disso, houve um aumento repentino na busca por alguns medicamentos que, segundo a mídia, eram benéficos contra a Covid-19, como antiparasitários, antimaláricos e vitaminas para aumentar a imunidade.

 

Durante o isolamento social, mudanças no comportamento e consumo dos brasileiros têm sido observadas, por exemplo, a busca por produtos preventivos contra a Covid-19 aumentou significativamente e o tráfego do comércio eletrônico das farmácias aumentou 12% entre fevereiro e março 2020.

crescimento farmacêutico pandemia

A busca por palavras-chave como “remédios para” Coronavírus, malária, diabetes, gripe, resfriado e sono, justificam o aumento repentino nas vendas de certas categorias de medicamentos, devido à sua relação com o Coronavírus. A busca por tranquilizantes e o interesse em fumar também aumentaram durante a quarentena, indicando possíveis problemas de ansiedade.

Tudo isso contribuiu para um grande crescimento do mercado farmacêutico de aproximadamente 10%, em relação ao mesmo período do ano anterior. O setor farmacêutico manteve-se forte, embora tenha sido a primeira vez em 5 anos que o número de farmácias fechadas superou o número de novas farmácias abertas.

A necessidade de atender adequadamente a nova demanda e a adequação das farmácias para atender às necessidades de saúde contribuíram para a falência de algumas farmácias, visto que algumas dessas adequações exigiram investimentos. Paradoxalmente, esses mesmos fatores contribuíram para que as farmácias que permaneceram abertas respondessem de forma satisfatória à crise, adaptando-se à nova realidade e reinventando as ferramentas de trabalho.

 

ADEQUAÇÃO DAS INSTALAÇÕES, PROCESSOS E FLUXOS

 

As farmácias tiveram que se adequar à nova realidade, instituindo medidas de prevenção, como distância mínima entre clientes e profissionais, disponibilidade de álcool gel, uso de equipamentos de proteção individual e procedimentos especiais de limpeza do estabelecimento, entre outros.

adecuação farmáciaAs farmácias tiveram que aumentar a disponibilidade de medicamentos e produtos de saúde para atender ao aumento da demanda, causado em parte por regulamentações que estendiam o prazo do tratamento. Além disso, algumas farmácias têm investido na expansão dos serviços de saúde, por meio de testes rápidos e serviços digitais, como e-commerce e entrega em domicílio, além de tecnologias para recebimento de receitas eletrônicas.

 

MUDANÇAS REGULATÓRIAS

Durante a pandemia, várias normas sanitárias emergiram dos regulamentos, principalmente as de natureza temporária. As que afetaram diretamente a farmácia foram as mudanças nas regras do Programa Aqui Tem Farmácia Popular e nas regras dos medicamentos controlados, a regulamentação da prescrição eletrônica e da telemedicina e a expansão dos Serviços Farmacêuticos, como vacinação e testes rápidos para Covid-19 .

Por meio do Programa Aqui Tem Farmácia Popular, os medicamentos para hipertensão, diabetes e asma são fornecidos gratuitamente. Os usuários desses medicamentos pertencem ao grupo de maior risco para a Covid-19 e, por esse motivo, alterações temporárias foram aplicadas às regras do programa para promover o isolamento social e minimizar a exposição desse público.

As principais mudanças foram a ampliação da validade da prescrição e o aumento da quantidade de medicamentos entregues para estender o período de tratamento.

Além disso, o farmacêutico teve permissão para realizar testes

asma test covid

rápidos para Covid-19 em um caráter excepcional. Assim, as farmácias interessadas em oferecer esse serviço tiveram que se adequar às normas sanitárias e oferecer um ambiente que proporcionasse privacidade para a realização dos exames.

A maior parte das regulamentações estabelecidas é temporária

, porém, a Anvisa está revendo a principal resolução que trata do Serviço Farmacêutico (RDC nº 44/09) com o objetivo de ampliar os serviços de saúde nas farmácias. Isso significará a reafirmação e consolidação da farmácia como estabelecimento de saúde.

 

REDEFINIÇÃO DO PAPEL DO FARMACÊUTICO

Essas mudanças impactaram o dia-a-dia do farmacêutico. A atuação do farmacêutico diante da pandemia incluiu questões burocráticas, técnicas e clínicas como a adequação do estabelecimento à regulamentação, a aquisição, armazenamento e distribuição de medicamentos e produtos para saúde para atendimento à demanda, a realização de testes rápidos e a notificação de resultados para as autoridades competentes, entre outras.

A pandemia serviu de ponto de partida para o fortalecimento da profissão, abrindo caminho para novas tendências e perspectivas dentro do setor. Para consolidar essa tendência, é imprescindível que o farmacêutico, de forma proativa, se mantenha atualizado com as normas de saúde e as evidências científicas, a fim de treinar sua equipe e prestar um serviço de saúde adequado ao paciente.

 

CUIDADO FARMACÊUTICO AO PACIENTE ASMÁTICO

Nesse momento de pandemia, um dos perfis de usuário qu

asma covid

e mais demanda atenção são os pacientes com asma, principalmente pela semelhança de alguns sintomas com aqueles que o Covid-19 poderia causar, como dispneia e desconforto respiratório.

Conhecer a asma, os tipos de tratamento e a forma correta de usar os dispositivosinalatórios é importante para orientar adequadamente os pacientes com asma sobre a importância da adesão ao tratamento para melhorar o controle da doença e reduzir a incidência de crises asmáticas que podem ser confundidos com sintomas de Covid-19.

Nos próximos tópicos vamos nos concentrar nas informações necessárias que o farmacêutico precisa saber para ajudar o paciente em seu tratamento.

Módulos e Disponibilização:

MÓDULO 1: O que mudou na farmácia com a Pandemia? Abril  2021
MÓDULO 2: Asma brônquica, conceitos gerais Maio 2021
MÓDULO 3: Tratamento da asma brônquica e uso de dispositivos inalatórios Junho 2021

 

 

 

 

Inscreva-se clicando no botão abaixo:

Não tem conta?
Cadastre-se