As emoções a favor do ambiente organizacional

Emoções

As emoções a favor do ambiente organizacional

Engajamento deve existir também de dentro para fora das empresas

Muito se fala em produtividade dentro das empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes. Em épocas de economia recessiva e momentos instáveis de crise, a produtividade é uma cobrança dentro das organizações e uma obrigatoriedade para o time de colaboradores – o que, infelizmente, tem refletido no emocional da companhia. De acordo com a pesquisa divulgada pela Isma-BR (2018), representante da International Stress Management Association, nove em cada dez brasileiros apresentam sintomas de ansiedade, do grau mais leve ao mais incapacitante. O que isso significa?

Além de pouca ou nenhuma produtividade, significa que as companhias precisam investir em gestão de pessoas e psicologia organizacional. Quando falamos em investimento, não nos referimos somente às questões financeiras, mas sim ao “tempo”, o momento que o empreendedor e a sua empresa se prestam a ouvir as dores do seu time. A decoração do lugar, as cores, os objetos podem ser dos mais felizes, mas nem sempre se refletem no clima organizacional, pois é preciso lembrar a todo momento que uma companhia é feita de pessoas.

É necessário estudar cada colaborador. Alguns se dão melhor em trabalhos em equipe, outros se saem infinitamente melhor trabalhando sozinhos. Identificar o perfil de cada um é essencial para criar o ambiente de satisfação e aprimorar a comunicação com o seu time. Os gestores precisam entender as necessidades de cada um dos colaboradores e colocá-los para se comunicarem dentro de um contexto agradável. Vale também lembrar sobre o incentivo à interação entre todos por meio de trabalhos solidários, palestras motivacionais, comemoração dos aniversariantes do mês, entre outras pequenas e simples ações.

Uma outra questão que poucos empreendedores levam em consideração é a importância da alimentação. Conscientizar os colaboradores sobre os alimentos que consome e a manutenção de uma alimentação saudável e sem grandes intervalos entre uma refeição e outra é tão importante quanto evitar que eles trabalhem durante o horário de almoço. Inclusive, se o seu time é do tipo que conversa sobre assuntos de trabalho nesse momento de relaxamento, seus colaboradores são sérios candidatos a sofrerem de altos níveis de estresse.

Outro ponto que poucos acreditam ser de responsabilidade da empresa é o incentivo à prática de atividades físicas, que ajudam a diminuir o estresse e a ansiedade do dia a dia. O funcionário quebra a rotina, conhece pessoas e descobre um novo hobby, além de cuidar da saúde e ter benefícios que lhe proporcionam bem-estar. Se for possível, a empresa pode fechar uma parceria com uma academia ou proporcionar esse tipo de atividade dentro de seu próprio espaço.

Muito além de tudo isso, é sempre importante realizar pesquisas sobre o clima da empresa e ouvir os funcionários, sejam sobre aquilo que gostam ou aquilo que acreditam que a companhia precisa melhorar. Pessoas que mantêm relações saudáveis dentro das organizações em que trabalham e que se sentem felizes e realizadas são mais seguras em suas atuações e tarefas e se sentem respeitadas. Esses sentimentos contribuem para a melhora de desempenho e consequentemente para a tão desejada e buscada produtividade.

Por Dr. Thiago Volpi é formado em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduado em Nutrologia. Em 2006, fundou o Espaço Volpi, uma clínica especializada em tratamentos para emagrecimento, estética, beleza, saúde e bem-estar que hoje conta com 47 profissionais especializados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.